Novos caminhos, não para nós.

Quando a Produção Coletiva, hoje Grupo Produção Coletiva, foi fundada fomos criticados e questionados pelo modelo de negócio que estávamos propondo. Candidatos a fazer parte do nosso time achavam que era golpe e que estávamos fadados ao fracasso.

Passados 5 anos da nossa “loucura” o que vemos são empresários se desfazendo do modelo tradicional de agência de propaganda e partindo para o modelo que solitariamente e com muita coragem colocamos no mercado. Isso é a prova de que o nosso trabalho é diferenciado e pensado para o nosso cliente e não só para nós.

Agora é a vez de comemorarmos mais um dos acertos que permeiam o nosso plano de negócios, o de que uma empresa de publicidade deve prover soluções de comunicação e não só de propaganda, pois, se a comunicação é feita de forma integrada, se as marcas precisam se comunicar com os stakeholders com um discurso único, então porque as agências têm que pensar só dentro do seu quadrado?

Para entenderem melhor do que estamos falando leiam este artigo O “fim” da Playboy e o futuro do jornalismo. Ele trata de uma das nossas áreas de atuação, sem dúvida aquela de maior credibilidade na relação entre empresas e seus stakeholders, o marketing de conteúdo.

Marketing de conteúdo do Circuito Feicorte NFT em uma parceira costurada pelo Grupo Produção Coletiva entre o Rural Centro e o Agrocentro Feiras e Eventos

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s